Maestro cria no Amapá a primeira orquestra formada por descendentes de escravos do país.

Por Maria Augusta Ribeiro

Vivaldi, Mozart e Bach não são mais um mistério, e agora invadem o universo de crianças e jovens carentes no norte do Brasil, onde a massificação da música erudita se faz onde falta oportunidade.

amapa-orquestra-#belicosa555O subtenente dos Bombeiros, o maestro Elias Sampaio, é quem comanda a orquestra de jovens e crianças a ousarem tocar sinfonias, valsas e marabaixos. Com foco, determinação e muita força de vontade, instrumentos surgem do engajamento da população, doações e investimentos do estado.

A música que antes se ouvia nos quilombos se mistura às notas clássicas por mãos de jovens descendentes de escravos. A precariedade da comunidade pobre faz da criatividade uma alternativa, e assim a iniciação à orquestra começa com instrumentos feitos de isopor e papelão.

À medida que se desenvolvem, os músicos passam a tocar instrumentos compartilhados, e alunos mais experientes ensinam iniciantes. Espaços cedidos pela comunidade para os ensaios e a responsabilidade em chegar no horário fazem da orquestra de jovens do Amapá um sucesso por si só.

Orquestra_essencia_dirigida_pelo_Maestro_Elias_Sampaio-#belicosa555O maestro que sonhou alto, hoje é sinônimo de cidadania. Funcionando como ferramenta de transformação social, de engajamento cidadão e de facilitador da cultura, ele leva esperança de vida melhor onde a possibilidade em transformar um aluno em músico que possa ser ouvido em orquestras pelo mundo afora se faz exemplo.

[youtuber youtube=’http://www.youtube.com/watch?v=oa_fxR3mk2c’]

Compartilhe:






Saiba mais sobre
Comportamento Digital

Conteúdo especializado produzido por
Maria Augusta Ribeiro

Leia também



netnografia

Netnografia: A pesquisa por trás das telas

Saiba quais as vantagens dessa pesquisa que busca ouvir o consumidor online

economia da atenção

A economia da atenção em 2022

Como a atenção do consumidor as telas é moeda valiosa para a economia da atenção em 2022

vicio

5 Dicas para combater o vício em smartphones nas crianças

Quais atitudes vão te ajudar a evitar o vício das telas nas crianças