Netnografia tudo a ver com marketing estratégico


Olhar para as redes sociais nunca foi tão importante para entender o consumidor. E um campo de estudo estratégico para quem deseja oferecer produtos e serviços cada vez mais personalizados começa a valorizar o poder da netnografia como estratégia para o marketing digital.

Esse método de pesquisa vem se consolidando como uma ferramenta utilizada por algumas marcas, como Starbucks, Johnson Johnson e Alex Atala, na obtenção de ideias com o objetivo de renovar os meios de relacionamento com os consumidores, e na criação de novos produtos.

A pergunta mais comum é: Para que serve a netnografia? Apesar do método ser de vanguarda, sua utilização ainda é nova e causa dúvida nos contratantes, já que entendem que o método pode ser apenas coleta de dados. E como tempos o escândalo da venda de dados pelo Facebook alguns acabam sendo resistentes ao método.

E  não significa que a netnografia seja apenas uma pesquisa intuitiva na internet e nem simples coleta de dados. Os profissionais que lideram os projetos netnograficos entendem profundamente o comportamento humano e observam atentamente como as pessoas se relacionam e convivem no digital, para captar informações úteis ao contratante e transcrevê-las para que seja possível a tomada de ação.

O estudo permite insights sinceros sem que a empresa precise se confrontar diretamente com o consumidor. Elas também são mais rápidas e menos intrusivas, o que pode gerar atritos entre marca e cliente.

Muitos me perguntam sobre o método, que é inovador, mas sem expertise não tem valor para o mercado. Como outras metodologias, a netnografia é ferramenta para mudanças, e isso não pode ficar só no virtual.

Para isso a netnografia acaba gerando dados relevantes sobre a imagem e reputação da sua marca na internet. E como toda verdade pode ser cruel, muitas empresas acabam por ignorar processos netnográficos em razão da necessidade de mudança estratégica na vida real.

Uma análise netnográfica também observa o comportamento do público e a percepção que ele tem sobre uma pessoa, um produto, um serviço ou uma empresa. Através de publicações em redes sociais, blogs, sites e comunidades virtuais, é possível descobrir o perfil do usuário que se interessa pelo seu negócio, em quais canais ele está, como se comporta na internet, o que procura, se o conteúdo que publica é positivo ou negativo para a sua reputação.

Como qualquer método de estudo, a netnografia não vai resolver todos os problemas de uma marca que não tenha, na gestão de sua empresa, o foco para traçar estratégias mercadológicas de impacto. É como se culpasse o seu nutricionista porque você não seguiu a dieta adequada ou fez os exercícios apropriados.

Quando a empresa já tem um perfil bem traçado do seu público alvo, a Netnografia é uma mão na roda e uma opção inteligente para destrinchar os gostos e costumes dos consumidores em ambiente digital.

A Coca-Cola buscou na metodologia um caminho para encontrar temas musicais ligados aos seus consumidores da linha Zero. Para isso, realizou uma análise com o objetivo de entender o que estavam ouvindo para oferecer a empatia desejada entre marca e público.

A partir de retratos sociais e culturais traçados nas redes sociais, a empresa percebeu como eles se relacionavam com a bebida, o estilo musical, e com isso estreitou o relacionamento com os consumidores através da música que eles ouviam e não a que a marca desejava emplacar em suas campanhas.

Um remodelamento de marketing estratégico foi realizado para que campanhas pudessem ser feitas nas telas dos cinemas e streaming de música.

Na hora de lançar um produto a Netnografia também é campeã. Talvez o produto mais famoso e resultado e um processo netnográfico bem estruturado seja o desodorante Invisível Dry da Nívea que foi criado pela observação da empresa às reclamações e desejos de seus clientes nas redes sociais por um produto que não manchasse nem as roupas brancas nem as pretas.

Experiência de consumo, cultura, valores tudo é aliado para que o cliente se transforme em influenciador do mercado e gere resultado. E o método acaba sendo mais sobre qualidade do que quantidade.

A netnografia é uma arma poderosa para saber com quem sua marca está falando e quem está falando com ela.  E a inclusão desses insights dentro do marketing estratégico e o digital bem feito, passa hoje pelos caminhos que unem eu, você e a netnografia.

Por: Maria Augusta Ribeiro. Profissional da informação, especialista em Netnografia e Comportamento Digital – Belicosa.com.br

Leia Também :

O que é Netnografia?

Compartilhe!

Previous Qual o limite da tecnologia na infância
Next Consumismo Infantil na internet

No Comment

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *