Em prol da preservação da natureza, reservas naturais são criadas com a ajuda do cidadão.

Por Maria Augusta Ribeiro

As reservas particulares do patrimônio natural, ou mais popularmente conhecidas como RPPN, são áreas continuas de preservação da fauna e flora brasileira por inciativa privada. Diferente do estado, ela acontece por vontade do proprietário de uma faixa de terra onde a natureza se faz presente.

hosp_Guainumbi-#belicosa555Com nome comprido ou sigla complicada, as RPPNs têm como objetivo maior a conservação da natureza, mas que pode ser estimulado com ações de ecoturismo, pesquisas científicas e estudos ambientais.

Para transformar uma área em RPPN o proprietário se inscreve num processo realizado pelo IBAMA, assim, quando reconhecida pelo poder público, a reserva é garantida perpetuamente ao seu proprietário, que assume o compromisso em mante-la protegida.

Parcerias de sucesso acontecem entre empresas, poder público e organizações com as RPPNs e projetos como o Onça Pintada, SESC Pantanal e Projeto Caatinga.

Jaguars-#belicosa555Os benefícios aos donos destas RPPNs são sentidos progressivamente pela resposta da natureza, mas incentivos, como o direito de reserva da área, isenção de impostos e cooperação entre entidades são alguns dos atrativos para o surgimento de novas reservas.

As melhores informações sobre processos de transformação de áreas privadas em RPPN’s, são obtidas no IBAMA. Do mesmo modo que os que desejam transformar suas áreas em reservas de preservação apenas para fines escusos, vale lembrar que os proprietários que se utilizarem desses artifícios serão penalizados com sanções previstas em lei.

https://www.ibama.gov.br

Compartilhe:






Saiba mais sobre
Comportamento Digital

Conteúdo especializado produzido por
Maria Augusta Ribeiro

Leia também



#netnografia

Pai, você presta atenção ao tempo de tela do seu filho?

Porque o pai é o responsável pela tecnologia absorvidas pelas crianças em casa

netnografia

Belicosa: A força da Netnografia no Séc. XXI

Saiba quais as vantagens dessa pesquisa que busca ouvir o consumidor online

#maturidadedigital #telanamao #criancasetelas #maturidade #belicosa

Seu filho tem maturidade para ter uma tela na mão?

Saiba porque crianças menores de 10 anos não tem maturidade necessária para administrar o