Saiba como evitar a violência homofóbica e engajar atitude bacana com o público LGBT

Por Maria Augusta Ribeiro

Contrario a crescente abertura para a aceitação do comportamento da comunidade LGBT, a violência homofobica  existe e esta presente da periferia  as classes sociais mais altas. Dicas simples podem evitar a violência, veja.

policiais-russo-prendem-#belicosa555Se pertence a este grupo não se sinta  inferior, humilhado ou menosprezado. Assumir  sua predileção sexual não diminui sua educação, conceitos ou valores.

Evite levar desconhecidos para a sua casa. E prefira locais onde possam registrar sua passagem. Saunas, hotéis, motéis ou casas noturnas em geral são a melhor escolha.

Seja sempre gentil com seus vizinhos. E não se esconda do porteiro, pois em caso de perigo, eles serão a melhor opção para apoio.

Foi agredido, procure a polícia. Peça exame de corpo de delito e denuncie a violência aos grupos e ativistas que militam pela causa. Não tenha medo, você é cidadão como qualquer outro e merece respeito igual, denuncie!

Compartilhe:






Saiba mais sobre
Comportamento Digital

Conteúdo especializado produzido por
Maria Augusta Ribeiro

Leia também



#netnografia

Pai, você presta atenção ao tempo de tela do seu filho?

Porque o pai é o responsável pela tecnologia absorvidas pelas crianças em casa

netnografia

Belicosa: A força da Netnografia no Séc. XXI

Saiba quais as vantagens dessa pesquisa que busca ouvir o consumidor online

#maturidadedigital #telanamao #criancasetelas #maturidade #belicosa

Seu filho tem maturidade para ter uma tela na mão?

Saiba porque crianças menores de 10 anos não tem maturidade necessária para administrar o