Projeto social transforma a arte do fuxico em ação efetiva para a comunidade carente de Cuiabá.

Por Maria Augusta Ribeiro

arvore de natal-#belicosa555

A união do útil ao agradável é o que move um destemido grupo de mulheres da sociedade de Cuiabá para produzir trabalhos artesanais, feitos com o fuxico (uma técnica de costura) e no final de cada ano realizar um bazar onde toda a renda é revertida em benefício a uma comunidade carente.

O Fuxico do Bem é uma organização simples e prática que, ao mesmo tempo em que parou de reclamar do que de fato deveria ser de obrigação do governo em fazer, procurou uma forma alternativa de ser solidário.

 Os trabalhos confeccionados com a técnica de fuxico, além de incentivar o engajamento e voluntariado, contribuem para as artesãs, que mantêm sempre o bom humor nos animados encontros que fazem para produzir seus trabalhos.

Pesquisas científicas sérias demonstram que pessoas que realizam trabalhos manuais em qualquer nível mantêm a atividade cerebral intacta, estimulam a produção do hormônio da felicidade, além de ser uma forma de praticar a solidariedade.

crianca-sorrindo03-#belicosa555Ações em prol de instituições que necessitam de alimentos, insumos e materiais hospitalares, estão sempre na lista do Fuxico do Bem, que prontamente atende aos pedidos. Vale ressaltar que nenhuma instituição recebe dinheiro e sim o que realmente precisa, em espécie.

O Fuxico do Bem poderia ser mais um grupo doméstico que dedica seu tempo em prol da diversão e da caridade. Mas o que este grupo faz realmente transcende as barreiras da dificuldade e procura ajudar o próximo, e levar consigo a habilidade de repartir um pouco de amor a quem precisa.

O bazar do Fuxico do Bem acontece nos dias 5,6, e 7 de dezembro, das 8:00 às 18:00, e no dia 7 das 8:00 às 12:00, na rua Dom Bosco, n. 2105, Goiabeiras, Dentro da Arruda Móveis, em Cuiaba-MT.

Compartilhe:






Saiba mais sobre
Comportamento Digital

Conteúdo especializado produzido por
Maria Augusta Ribeiro

Leia também



#netnografia

Pai, você presta atenção ao tempo de tela do seu filho?

Porque o pai é o responsável pela tecnologia absorvidas pelas crianças em casa

netnografia

Belicosa: A força da Netnografia no Séc. XXI

Saiba quais as vantagens dessa pesquisa que busca ouvir o consumidor online

#maturidadedigital #telanamao #criancasetelas #maturidade #belicosa

Seu filho tem maturidade para ter uma tela na mão?

Saiba porque crianças menores de 10 anos não tem maturidade necessária para administrar o