Você deixa seus filhos menores de 8 anos ter acesso a um smartphone? E tablets?  Sabia que isso pode acarretar problemas de desenvolvimento, contribuir para que tenha um QI menor que ao dos pais  e ainda expor uma criança a crimes digitais?

 #nao ao smartphone para crianças

smartphone

Mas as crianças não são nativas digitais?

Se a tecnologia é para todos, porque não devemos dar um celular para quem nasceu em tempos de telas para todo lado? “Nativo digital” é apenas um termo, mas o cérebro de uma criança de hoje é fisicamente igual a de 100 anos atrás, então pare com esta bobeira.

 

smartphoneQI menor que o dos pais:

Há uma infinidade de estudos sólidos que dizem que uma criança em formação exposta a uma tela, mesmo que em doses pequenas, esta sujeita a ter problemas de desenvolvimento cerebral, de fala, déficit de atenção, atrasos cognitivos, distúrbios de aprendizado, aumento de impulsividade e diminuição da habilidade de regulação própria das emoções.

Já imaginou um pequeno que não consegue se comunicar com os outros, que não consegue ficar um minuto sem olhar para uma tela e ainda que não vai conseguir aprender?

De acordo com o neurocientista Michel Desmurget, diretor de pesquisa do Instituto Nacional de Saúde da França e autor do livro “Fábrica de Cretinos Digitais”, que recomendo leitura, diz que as telas estão produzindo pessoas com QI menores que a de seus pais em razão de toda atividade cotidiana de uma criança nos dias de hoje esta ligada a uma tela.

smartphoneFotos Íntimas e Pedofilia:

Nos últimos anos, um dos crimes sexuais mais praticados em todo o mundo contra menores é a pedofilia via digital. Muito porque os pais não veem mal algum em publicar fotos dos filhos de biquíni, sem camisa ou mesmo sem roupa quando são bebês.

Expor uma criança em fotos com pouca roupa, não só vai atrair pedófilos, mesmo que seu perfil seja privado, como causar constrangimento no futuro.

E pasmem, com a normalidade de se fazer post muitas crianças também fazem fotos íntimas dos pais sem eles perceberem e publicam na internet, com a ingenuidade de que tudo precisa ser compartilhado.

 

smartphoneEstimulo ao Vicio

Você sabia que seu comportamento diante das telas pode estimular o vicio em tecnologia nos pequenos? Não é incomum conhecer alguém que somente se comunicam com os filhos pelos WhatsApp, ou mesmo acredita que dar uma tela na mão de uma criança vai funcionar como uma chupeta ou uma baba.

Há estudos de diversas partes do mundo ligando diretamente a utilização excessiva de tecnologia a uma série de distúrbios emocionais. Entre os mais citados pelos pesquisadores estão depressão infantil, ansiedade, transtorno bipolar, psicose e comportamento problemático.

Crianças tendem a repetir comportamentos dos adultos e de personagens que consideram referências. Logo, a exposição as telas podem gerar vicio em jogos, hiperconsumismo e comportamentos agressivos.

A tecnologia é uma ferramenta maravilhosa, mas precisa continuar sendo apenas ferramenta, os pais estão entendendo que ela é um brinquedo e dando na mão das crianças e isso é perigoso.

smartphoneEste artigo não tem intensão de julgar ninguém, nem demonizar a tecnologia;  Apenas orientar porque muitos entendem que se vivemos em tempos digitais dar um smartphone na mão de uma criança parece ser o adequado.

O que as crianças de hoje precisam voltar a fazer é brincar, viver o ócio e de ter tempo de qualidade com a família sem a interação de uma tela na mão.

Lembre-se: Somente criamos memória uns com os outros quando temos experiências reais e sem uma interrupção de uma tela no meio do caminho.

 

Por: Maria Augusta Ribeiro. Especialista em Netnografia e Comportamento Digital Belicosa.com.br

 

Telas na mao

Sobre crianças, telas e maternidade sem culpa

Compartilhe:






Saiba mais sobre
Comportamento Digital

Conteúdo especializado produzido por
Maria Augusta Ribeiro

Leia também



netnografia

Netnografia: O que é e como usar

Segmente seu cliente com a netnografia

smartphone

3 Motivos para não dar um smartphone para uma criança

Porque o uso do celular deve ser evitado nos menores #smartohone