Como prestar assistência a pessoas com deficiência de forma correta e ainda fazer amigos.

Por Maria Augusta Ribeiro

A vida moderna possibilitou aos deficientes novos tratamentos, exercícios e qualidade de vida, porém, quando muitos cidadãos desejam auxiliar a pessoa com deficiência, não o fazem de forma correta. Então, veja algumas dicas para auxilia-los de forma correta.

acessibilidade-#belicosa555Regrinha básica: pessoas com deficiência não são portadores de nada, nem de doença, nem de preconceito, e tão pouco de falta de paciência. Por tanto, não os chame assim, prefira o seu nome, e termos pejorativos como aleijado, mongol ou invalido são proibidos.

Deficiência física:

Muletas, cadeiras de rodas e bengalas são extensões de seus corpos. Por tanto, não se apoiem neles, é desconfortável. E se for conversar com um cadeirante, prefira sentar-se, pois ficar olhando para cima é incomodo.

 Se achar que a pessoa com deficiência precisa de ajuda, pergunte antes de auxiliá-la, e não se ofenda se a assistência for recusada.

Accessibility-#belicosa555Deficiência Visual:

Pessoas com deficiência visual nem sempre precisam de ajuda. Assim, pergunte antes de ajudar, e se for positiva, diga antecipadamente a direção, se há obstáculos à frente e evite falar mais alto – lembre-se que a deficiência é nos olhos e não nos ouvidos.

Deficiência Auditiva:

Ao falar com uma pessoa surda, procure não ficar contra a luz e sim em local iluminado. Seja expressivo, pois às vezes palavras são irrelevantes para reações de alegria ou tristeza; abuse dos gestos e mantenha o contato visual, às vezes o desvio do olhar pode indicar ao deficiente que a conversa acabou e quem vai ficar falando sozinho será você.

Compartilhe:






Saiba mais sobre
Comportamento Digital

Conteúdo especializado produzido por
Maria Augusta Ribeiro

Leia também



telas

Será que sou dependente das telas?

Saiba porque a tecnologia esta criando gerações dependentes das telas

jogos online

Jogos online: vilão ou mocinho?

A exposição aos jogos online está oferecendo mais riscos do que benefícios?

netnografia

Netnografia: 3 Formas de analisar o comportamento do consumidor

Metodo de pesquisa digital vai ajudar o empreendedor a entender o consumidor -netnografia