Guarda Compartilhada é Lei.


Novo formato de guarda dos filhos agora é regra, veja o que mudou.

Por Maria Augusta Ribeiro

No Brasil, menos de 5% dos casais separados optam pela criação dos filhos em regime de guarda compartilhada. Mas uma nova lei define como regra o que antes era exceção.

guarda compartilhada-#belicosa55Neste novo modelo o tempo de custodia física dos filhos é equilibrado entre mãe e pai. Diferente do estilo alternado que ora a criança fica um período com um ou outro.

O compartilhamento não é somente físico, todas as decisões como onde a criança vai estudar, o valor da mesada e ate quando e com quem viajar serão estabelecidos entre os pais em conjunto.

melhores-pais-do-mundo-#Belicosa55Ações como viagem estabelecidas unilateralmente e ate sequestro do menor serão mais difíceis já que as decisões sobre qualquer interesse do filho serão compartilhadas.

O bacana da nova lei é que também divide responsabilidades. Muitos ex-casais optam por regimes unilaterais na criação do filho e vezes ha necessidade de alterar esta guarda na justiça pela conveniência de um ou outro estar mais preparado em determinado momento para ter a custodia física.

imagem-pais-guarda-#Belicosa55Pais que desejam rever e alterar o regime para o compartilhamento de guarda podem solicitar a justiça.

Além disso, o peso de estudar, trabalhar, os afazeres domésticos sao carga maior para a mulher que geralmente fica com a guarda. O que pode ser alterado se o ex-casal desejar.

472987-presentes-pais-guarda-#Belicosa55 Mas como entrar em acordo sobre a criação dos filhos se o ex casal vive em pé de guerra? Nessa caso um mediador ou no caso um juiz determinara qual as obrigações de cada um para evitar mais conflito.

guarda-pais-#Belicosa55Quem paga pensão alimentícia continua pagando, independente da custodia. Em casos onde ha mais de 1 filho os irmãos devem ser mantidos juntos.

O assunto é novo e vale uma boa leitura das novas regras. O importante nessa nova lei é beneficiar a vida de pais e filhos, aumentando a qualidade do convívio, dividindo obrigações e fortalecendo os laços de amor.

Instagram #Belicosa55

Twitter #Belicosa555guarda-compartilhada-#belicosa55

Compartilhe!

Previous Aprendizado Potencializado
Next Pencil of Promise

3 Comments

  1. 18 de dezembro de 2014
    Responder

    Muito civilizado no papel , porém não funciona desta forma quase nunca.
    Infelizmente temos casos e casos . Para que tal decisão fosse cumprida por ,pelo menos, 50% dos casais separados ,teríamos que socializar muuuuuito ,porque as pessoas misturam as coisas. Homens principalmente. E ainda temos os casos onde as partes se casam outra vez e o cônjuge não “aceita” bem os filhos do outro casamento. Acaba ,ás vezes, em tragédia. Vide o caso Nardoni e outros tantos por aí. É difícil na atual sociedade.

  2. Edu Amaral
    18 de dezembro de 2014
    Responder

    Esta nova lei irá lentamente acabar com um mal, conhecido e aceito pela justiça brasileira, chamado alienação parental. Isso destrói famílias, de fato, é aceito pela justiça e incentivado por advogados, a chamada industria do litígio.

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *