São muitos benefícios em se tornar um assinante Belicosa!

Saiba porque tradição faz índios tirarem a vida de crianças deficientes.

Por: Maria Augusta Ribeiro

O direito à vida é o maior conceito estabelecido em nossa constituição. É considerado crime quem mata outro. Porém, crianças indígenas nascidas com deficiência, de mãe solteira, fruto de adultério, ou gêmeos são destinadas à morte, e a lei brasileira assegura este direito a eles.

criancas_indigenas-#belicosa55O assassinato de bebês que nascem nessas circunstâncias é praticado pelos pais que envenenam, enterram ou abandonam na floresta sem testemunhas.

O que é tradição nestas etnias agora pode passar a ser crime. Isso porque há uma lei, a número 1057, que tramita no Senado Federal, chamada de Muwaji, em homenagem a índia que abandonou sua tribo para poupar a vida da filha deficiente, que deseja mudança.

mae_e_filho_indigenas_durante_atendimento_na_regiao_do_surucucu-#belicosa555Em tempos onde o acesso à saúde é escasso, principalmente em locais de difícil acesso, o que parece crueldade vira ato de amor.

Imagine conviver com um filho com paralisia cerebral na floresta? Ou não ter acesso a medicamentos que evitem as convulsões dessa criança? E ainda arrastar uma cadeira de rodas em meio à mata?

indios-#belicosa55O julgamento sobre o tema deve ter outro olhar, analisar sob outra perspectiva, não sob a ótica do crime e da mãe assassina, mas sim da qualidade de vida desses sobreviventes em meio à sua cultura e costumes.

Não defende-se o infanticídio, mas sim evitar que outra triste história se torne realidade, a de mães condenadas a fazer parte das estatísticas do crime, viver em cadeias super lotadas, e entrar de vez para a escola do crime, além de seus filhos se tornarem órfãos.

Mulher-indigena-#belicosa55A cultura de etnias indígenas brasileiras da prática do infanticídio é cruel, porque tira a vida de uma criança. Mas também dá a opção dos pais que desejarem poupar a vida de um filho, abandonarem a tribo.

O cenário indígena, que parece ruim de todos os lados, já julga seus habitantes e não há que se falar em nova lei que irá desamparar mais do que proteger.

indigena-#belicosa55O tema é controverso e cheio de nuances, e precisa ser debatido nas escolas, organizações de proteção ao indígena, e compartilhado nas redes sociais para informar mais do que punir, criar nova lei não é a saída.

Compartilhe:






Saiba mais sobre
Comportamento Digital

Conteúdo especializado produzido por
Maria Augusta Ribeiro

Leia também



consumo digital

Entenda o consumo digital pela Netnografia

Saiba como compreender padrões de comportamento do consumidor online

instgramização

A instagramização das marcas

Como o Instagram esta mudando a maneira das marcas se projetarem em espaços físicos.

maturidade digital

Maturidade digital: Você tem?

Saiba quais são os 3 pilares para a integração da tecnologia e o comportamento digital

Pessoas online agora no site

38 pessoas online no site agora
Venha fazer parte do Clube Belicosa