Celebre o dia global do empreendedorismo feminino incentivando a mulher de negócios.

Por: Maria Augusta Ribeiro

Para celebrar a importância da mulher na economia mundial a ONU comemora hoje o dia global do empreendedorismo feminino.

INGRID-#belicosa555,#SGEF #DGEFParticipam dessa iniciativa de reconhecimento a mulher empreendedora mais de 144 paises, inclusive o Brasil.

Hoje 43% dos negócios empreendedores no países são realizados pela mulher. E mesmo que ainda não sejam maioria no universo masculino, causam impactos significativos na economia a médio e longo prazo.

#belicosa55,#SGEF,#DEFUma mulher com acesso a educação de qualidade , pode realizar o sonho de ter o negocio próprio e entender suas iniciativas ao companheiro, filhos e futuras gerações.

Além do fator econômico, mulheres empreendedoras são referencia em melhoria social, aumento da renda familiar e hoje representam 53% dos chefes de família.

#belicosa55,#SGEF,#DEFO dia global do empreendedorismo feminino busca reconhecer e estimular a mulher de negócios. Debates, palestras e workshops sobre o empoderamento feminino são algumas das ferramentas para celebrar este dia.

#DGEF, #SGEF,#belicosa55Algumas ações online também podem ser feitas, como o cadastramento de alguma atividade durante o mês de novembro no site da endeavor que divulga uma agenda de acontecimentos em todo pais.

Usar as hashtags #DGEF e #SGEF para publicações nas redes sociais é outra forma de beneficiar outras mulheres  a empreender, participe!

Endeavor        BPW Brasil         ONU Brasil

Compartilhe:






Saiba mais sobre
Comportamento Digital

Conteúdo especializado produzido por
Maria Augusta Ribeiro

Leia também



telas

Será que sou dependente das telas?

Saiba porque a tecnologia esta criando gerações dependentes das telas

jogos online

Jogos online: vilão ou mocinho?

A exposição aos jogos online está oferecendo mais riscos do que benefícios?

netnografia

Netnografia: 3 Formas de analisar o comportamento do consumidor

Metodo de pesquisa digital vai ajudar o empreendedor a entender o consumidor -netnografia