Mal frequentado, uma das mídias mais poderosas incentiva o mal humor, Saiba por quê.

Por: Maria Augusta Ribeiro

Violenta, chata e sem contexto. Esse é o cenário atual de um dos veículos de comunicação mais poderosos do mundo, o Facebook. Não é mais um lugar para fazer amigos, estar informado ou vender produtos. Refugado por muitos, abre espaço para o entusiasmo insuportável da violência.

facebook-violencia-#belicosa55Vídeos recheados de mutilações, decapitações e maus tratos incentivam o preconceito e a intolerância de muitos. Conexões cada vez menores com a realidade, criam um ambiente onde ser seguido por milhões nao é mais sinônimo de sucesso e pessoas dão lugar a logaritmos.

jornalista-violencia-facebook-#belicosa55Acessos mais rápidos e smartphones mais modernos fazem do face um ambiente para causar pânico e chocar. Porque? A migração de seguidores para plataformas com feedback mais ágil e comunidades virtuais mais reduzidas, fazem desse gigante um espaço abandonado.

O excesso de propaganda, convites de jogos e aplicativos que bombardeiam as telas sem autorização do usuário incentiva a evasão digital.

Facebook-propaganda-#belicosa55Para os mais jovens, a oferta de outras redes acaba sendo mais estimulante. Justamente porque acreditam que contar historias reais e publicá-las de imediato é a nova maneira de se conectar.

Sem radicalismo! Que ninguém saia deletando contas do Facebook somente porque ele não causa mais aquela sensação de entusiasmo do passado. O ideal é questionar sobre a real utilidade da ferramenta para você.facebook-pc-#belicosa55

Acredita-se que o desinteresse pelo Facebook é uma constatação positiva de que podemos ser digitais e reais ao mesmo tempo. Sem dúvidas este comportamento nos questiona sobre as relações humanas e as transformações da sociedade. Será que estamos conectados de forma correta?

O detox digital e a maior interação com o ambiente externo é a saída. Reúna com a família, jogue conversa fora com os amigos e lembre-se do celular apenas para fazer o registro de uma experiência boa.

A necessidade de ter agilidade, informação e conectividade está fazendo as pessoas perceberem que precisam se conectar mais ao mundo real do que ao virtual para nao perder o que realmente importa.#belicosa55-#Ge_americano-#danubia-divina-#michellebueno

Compartilhe:






Saiba mais sobre
Comportamento Digital

Conteúdo especializado produzido por
Maria Augusta Ribeiro

Leia também



#netnografia

Pai, você presta atenção ao tempo de tela do seu filho?

Porque o pai é o responsável pela tecnologia absorvidas pelas crianças em casa

netnografia

Belicosa: A força da Netnografia no Séc. XXI

Saiba quais as vantagens dessa pesquisa que busca ouvir o consumidor online

#maturidadedigital #telanamao #criancasetelas #maturidade #belicosa

Seu filho tem maturidade para ter uma tela na mão?

Saiba porque crianças menores de 10 anos não tem maturidade necessária para administrar o